OCINÓRI - A Tasquinha do Irónico

sexta-feira, setembro 22, 2006

O que é o ser sério?

O que é o ser sério?
(ou a arte de um bom envenenamento)

Segundo o preconceituado pelas sociedades ocidentais, que são as que melhor conheço, ou sobre as quais algo vou lendo, ser sério é ser grave, sisudo, insofismável, honesto, probo, sincero, importante, que não ri, and so one, and so one …….. .
Um conjunto de adjectivações que mais não são, em meu entender, que a tentativa de uniformização das mentalidades e visam o cumprimento da vontade única em prol do, diz-se, bem comum.
Por tendência, ou fruto da herança recebida, raramente aceitamos o que não entendemos e quase sempre conotamos quem assim não pensa, escreve ou verbaliza, como alguém desajustado, fora do contexto ou tempo, estigmático-míope e em última instância anormal ou cego.
Deviam abster-se os que não percebem, ou então, ser suficientemente humildes para pedir explicações, esclarecimentos.
Já não precisamos de sair de casa para conhecer, saber ou aprender. Não há cidades de “coltura”, nem Portugal é só Lisboa. Lá vai o tempo em que o conhecimento se reduzia e resumia às quatro paredes de um qualquer mosteiro ou convento.
Não me peçam que não ria quando tudo quanto vejo é uma verdadeira anedota.
Não quero ser importante aqui, nestas terras, onde importante é quem passeia o que rouba ou o que deve.
Não quero ser sincero, com quem não é leal e honesto, com quem mente, com quem e para quem os meios justificam os fins, só porque não é suficiente capaz de chegar onde pretende de uma forma transparente.
Não quero ser sério. Simplesmente não quero.
Deixem-me ser cego e anormal.
O meu nome é Matusalém e passei por essas merdas quando tinha 15 anos.
Mas olha, também te entendo.

40 Comments:

  • Bem,
    Jorge, nunca li nada tão sentidamente sem sentido como aquilo que tu escreves!!! (e olha que li os vários textos que escreveste). Cada texto teu é um mundo infindável de enciclopédias que caíram desastrosamente de uma prateleira e se misturaram todas! Bolas pá! Não páro de te imaginar, naqueles teus 15 anos, sentado numa mesa de carvalho antigo, com pilhas de livros espalhados na mesa, à luz de uma vela (tipo aquelas que iluminam os santos no altar, mas daquelas bem grandes), já meio derretida, num qualquer calabouço de um seminário. Lá fora, a noite conquista o seu lugar, com aqueles ramos a bater levemente na janela e a lua em orgias intelectuais com as estrelas (sem preservativo!!!)

    Fogo, canso me. Cada vez que venho a este blog, canso me!
    Obrigado a todos!

    Cumpts,
    Lanka

    By Anonymous :), at 1:19 da tarde, setembro 29, 2006  

  • O caminho da submissão é a morte! O caminho da imposição é a morte! O silencio é o caminho da resignação que por sua vez leva à submissão e imposição! Morte!

    By Anonymous tentini, at 12:14 da tarde, outubro 02, 2006  

  • E a que se deve esse cansaço... deste antro de pseudo-normais, em que a unica virtude é conseguir é um pouco de masturbação intelectual... A que de deve Dona Lanka?
    A que se deve esse obrigado... pelo cansaço? pelas ideias? ou pelas paredes infindáveis que todos nós criamos para nos sentirmos seguros, de longe não sabendo que criamos prisões em nós?

    By Anonymous tentini, at 12:18 da tarde, outubro 02, 2006  

  • Ás vezes, melhor presos que jogados numa liberdade medíocre, respirando um ar que nos sufoca e sendo iluminados por uma luz que nos queima, porque na verdade, nosso corpo foi feito para viver nos fundos dos oceanos...
    Canso me, porque não fazes ideia do esforço que tenho que fazer para compreender o que aqui é dito! :)
    Obrigado, porque este é um esforço só equiparado ao esforço q um bébé faz quando começa a desenvolver o bipedalismo... Já alguma vez tiveste oportunidade de assistir metodica e pacientemente a esses momentos Tentini? Ás vezes levam semanas até chegar aquele apoio da caminha, e depois mais uns tempos p endireitar (mto mal) o corpinho... sempre com aquele sorriso triunfante que nos derrete!
    É assim.........
    ... quem for cego que veja. Quem pensa que vê que queime seus olhos, e depois verá...

    Lanka

    By Anonymous sem sentido, at 8:15 da tarde, outubro 02, 2006  

  • To Lanka

    Aqui se faz jus ao velho ditado. Afinal as aparências enganam mesmo.
    Acredito te sintas orgulhosa no teu bipedismo lógico-pensante. Já alguma vez te deste ao trabalho de o fazer de forma não "entendivelmente" racional. Pelo gozo.
    Não houve enciclopédias, houve Lankas, com as quais aprendi a forma de como não pensar, agir, ser.
    Não há conhecimento, aprendizagem, mas vida. Uma coisa leva à outra? Penso, será, penso!.....
    Não nos conhecemos?
    Eu seminário, tu lar do Sagrado Coração de Jesus?
    O mundo não tinha que ser redondo na altura. Agora que...convêm?
    Também me enternecem as conquistas das crianças, doi-me depois é vê-las vergadas de quatro, com orelhas de burro.
    Já agora, vais-me perdoar, nunca me envolvi em orgias com a lua. É no mínimo decrépito
    PTXO37 - Alfa Centauro
    Sê, ainda que não o aparentes.
    JM

    By Blogger jorge moreira, at 1:19 da tarde, outubro 03, 2006  

  • To George

    .........................................................................................................

    não percebeste nada do que eu disse, pois não?
    ...nisso estamos em sintonia!
    não te piques com o pelo de uma pluma menino..

    Envio te um sorriso, tipo, quando uma mãe olha o filho que tropeça...

    :)
    Lanka

    By Anonymous Anónimo, at 7:50 da tarde, outubro 03, 2006  

  • E, como não te entendo, e para que não corra o risco de ter feito uma falsa avaliação:

    Obrigado pelas sábias palavras impregnadas de elogios

    Lanka

    By Anonymous Anónimo, at 8:00 da tarde, outubro 03, 2006  

  • Bem, saco vazio n aguenta em pé. De volta a este mundo da net, descobri a explicação de isto tudo.

    Jorge, vê só o que encontrei:

    “…Depois do Sol, a estrela mais próxima da Terra é Alfa Centauro, distante cerca de 40.700.000.000.000 km”

    "Suponhamos, apenas a título de ilustração, que desejássemos viajar até Alfa Centauro. … levaria quase um milhão de anos para percorrer essa distância (a velocidade 5.000 km/h). Se por acaso fizéssemos uma chamada telefónica para algum habitante hipotético (Jorge?)de algum planeta próximo de Alfa Centauro, precisaríamos esperar 8 anos e 7 meses para ouvir o alô desse habitante, pois a radiação electromagnética levaria 4 anos e 3 meses e meio para chegar lá e mais 4 anos e 3 meses e meio para voltar."

    O PTXO37 é o nº de porta certo?

    Agora todos os teus textos fazem sentido!

    Ufa...
    Cumpts, Lanka

    By Anonymous :), at 9:29 da tarde, outubro 03, 2006  

  • Fica assente que seja estrelas, caminhos, desejos, sentimentos ou vontades... tudo se aplica à alma! Alma! Pior será sempre privar a alma de atingirmos aquilo que desejamos! O corpo pode ter que viver nos locais mais fundos... Mas a alma não! A essência da vida... Não! Negarmos a alma é pior do que viver uma liberdade mediocre... É vivermos e morrermos como mediocres! Pode-se se ter a luz da vida num olhar para outro semalhante... mas mais facil o estamos a molda-lo à nossa maneira e vez de se criar um feedback que deveras melhora a nossa postura e desse semelhante! Isto de falar de alma... Arrepia-me!

    By Anonymous tentini, at 12:41 da tarde, outubro 04, 2006  

  • a 4 palavra do meu anterior comentário é sejam.

    By Anonymous tentini, at 12:42 da tarde, outubro 04, 2006  

  • To Lanka

    Percebi tudo à primeira. Penso não ser assim tão estúpido. Consegui aquilo que queria que era mesmo picar-te.
    Não te conheço, mas gosto de ti, e convenhamos, adoro uma guerrinha com as pessoas de quem gosto.
    Alfa-Centauro..., linda é preciso viajar a velocidade da luz. Sentes-te capaz. Já agora PTXO37, num mundo de loucos, é só a posição hierarquica que detenho. Como vês uma boa cunha. Xiiiisssssss corações

    By Blogger jorge moreira, at 6:48 da tarde, outubro 04, 2006  

  • To LanKa

    Ah! Agradou-me também a tua veia poetica. Um pouco "déjà vu" (ramos nos vidros, orgias intelectuais, sol e lua), mas acredito que depois de solta...... alfa-Centauro seja só uma coisinha ali.

    By Blogger jorge moreira, at 6:55 da tarde, outubro 04, 2006  

  • George :)
    Percebeste… afinal entendes me.
    Um pormenor giro é que a comunicação é bem rápida, o que significa que estamos perto.. …Vais ver que somos vizinhos. Olha lá, não me digas que és aquele do 10005 andar que passa as noites a recitar Shakespeare…!

    Dei te a minha pior ironia, dei te a minha pior poesia e mesmo assim gostas de mim… isso já é antigo não? Sabes alguma coisa que eu não sei? Tu não eras o jardineiro lá do Lar do Sagrado Coração pois não?

    E, desculpa lá, mas a guerra mal começou e já me estendes a mão! Tá mal! Maldita diplomacia.

    Bem, lindo, não duvides do que eu sou capaz. Mas há poucas coisas que me motivam, por isso. È que voar à velocidade da luz faço eu todos os dias para chegar ao trabalho.

    E, já que conseguiste picar me espero bem que nunca te apeteça fazer testes químicos comigo…

    E…..

    Oh Tentini, nunca te passou pela cabecita que a maior parte das vezes a alma vive privada exactamente porque desejamos? Nunca te ocorreu que prendemos a alma precisamente quando desejamos.
    Eu vou partilhar contigo um segredo porque sei que já aguentas estas coisas. Nós só desejamos o que o corpo pede. A alma só será livre quando separada do corpo. Até lá o melhor a fazer é mesmo colocar lhe um tubo na boca e dar lhe ar, uma agulha nas veias e dar lhe soro e deixa la vegetar. Nem lhe digam que existe. Não há palavras nem conceitos nem ideias nem domínios que não tenham como mestre final o corpo. E tudo o que tu desejares será sempre numa vassalagem cega a esse mestre. Não te iludas. Se desejares esquece a alma. Se queres por a tua alma a voar mata o corpo.

    O “Fresquinho…..” espera me

    Cumpts Lanka

    By Anonymous medithemdesmeditandum, at 11:33 da tarde, outubro 04, 2006  

  • Lanka

    Como estamos na fase puberdica do conhecer, dir-te-ei que sou um homem de R/C que não gosta de Shakespeare ( realça o drama do mal como motor da acção humana - Otelo, Rei Lear, Macbeth, o próprio Romeu e Julieta - trágico e no que diz respeito a tragédia, só a grega ), além de que sou um peluche, pelo menos até ao toque das doze badaladas.
    Sim, fui jardineiro, mas a paixão por plantas carnívoras valeu-me o despedimento lá do Édem ( sem subsídio de desemprego ).
    Também não sou um diplomata, adoro é ser apunhalado, faz-me sentir vivo, imortal ( também tu Brutus ).
    Motivações, só uma de cada vez, espero ter sabido escolher. Psicologia não é seguramente o meu forte e adoro gente louca.
    Fico então à espera de ver do que és capaz e, quanto aos testes químicos, só os faria para criar a essência e tu já foste criada....
    "Que comecem os jogos"
    1 xi coração
    PS: Já agora a propósito de alma, adoro viagens extra-corporais.

    By Blogger jorge moreira, at 8:09 da tarde, outubro 05, 2006  

  • ;)

    By Anonymous Anónimo, at 2:29 da manhã, outubro 06, 2006  

  • Também Tu Dona Lanka, tal como todos nós, temos o lado obscuro da alma....
    Tal como a Lua tem o lado obscuro, tu te assemelhas a "Ela", a face negra que não se visiona, que a escondes de quem? para quê? Que não ta conheço (mas gostava).
    Só o brilho do Sol a ilumina tal como o brilho das tuas palavras iluminam a minha inspiração.

    "ser sério....!!! para quê?

    By Anonymous Anónimo, at 2:41 da manhã, outubro 06, 2006  

  • “…o drama do mal como motor da acção humana…” mas há melhor forma de viver?
    Deves ser deves, um peluche daqueles que cria garras nas noites de lua cheia de quinta para sexta.
    Quando queremos saber do que certo material é capaz não podemos ficar à "espera para ver" menino. Não tas a pensar sentar te numa poltrona e assistir a slides controlados por outrém pois não?
    “…Como estamos na fase puberdica do conhecer...” esta, assim de repente, fez me sentir macaquinho na gaiola onde alterno de lugar contigo!

    Anonymous, isso parecia uma música do Rui Veloso :) Obrigado pelas palavras. Mas, sabes, o que eu faço mesmo questão de esconder é o meu lado iluminado.

    Cumpts
    Lanka

    By Anonymous ..., at 11:28 da manhã, outubro 06, 2006  

  • Qt mais tentas esconder, mais o demonstras.
    Estimulas a minha alma com a maior das facilidades, é mt gratificante ter alguem neste blog com esta capacidade inata.

    By Anonymous Anónimo, at 12:30 da tarde, outubro 06, 2006  

  • Dona Lanka, devo dizer que tem todos os indicadores para escrever um manual da arte do bom suicídio! A alma só tem e só faz sentido com um corpo… sendo este veiculo de toda a sua satisfação! Mas o mais engraçado é que a maioria das pessoas nem precisam desses tubinhos para terem a noção que se encontram a vegetar… e negar a alma, os nossos desejos, realmente é uma boa forma de ser estar “ligado às maquinas”! Esse manual pode ser opção de alguns mas não meu...

    By Blogger Tentini, at 1:59 da tarde, outubro 06, 2006  

  • Bom, essa é a tua opinião. E como de opiniões não se faz ciencia... Aqui vai a minha.
    Suicido? Na, este corpo não me pertence e como tal não serei eu a por lhe termo. O máximo que ainda lhe vou fazendo é, tipo como se faz com os presuntos e os enchidos, afuma lo com nicotina. Só para lhe lembrar do que é feito e da fragilidade dos seus componentes. Há quem diga que é sagrado e que maltrata lo é profana lo, mas a maioria das vezes sou ateia (a teia). Para mim, o corpo é o carcere da alma. Contudo, a alma precisa de penar nele para cumprir os seus propositos. Mas só será livre quando esse monte de materia perecer.
    Hoje a onda é Kardec

    Lanka

    By Anonymous ..., at 3:53 da tarde, outubro 06, 2006  

  • Anonymous teras que parar com esses elogios senão eu vou começar a acreditar :)
    E essa estimulação toda também serve algum proposito? Qual o proposito da tua alma?
    Lanka

    By Anonymous ..., at 3:57 da tarde, outubro 06, 2006  

  • Lanka

    Já não sei quem ouve quem ou responde a quem, isso obriga-me a pensar e pensar é sair do CAOS. Há quem ouça RFM ou Comercial, normalmente ouço LW666. A maioria ouve ruídos, eu fico-me pelo subliminãr.
    A ti ( a teia ) Spider dos Coldplay, neste momento Led Zeppelin, enchem-me o tupor da água da vida Irlandesa e escrevo. No entanto o veneno da viúva negra é inócuo para mim.
    Falas do meu "amigo" Allan, seu espirituzinho brincalhão, sua mediunica escrevente, não queiras ir por aí.
    Estou de pé ao lado do projector de slides, à espera que me digas o que queres ver. Não te quero maçar com o que não te motiva.
    Já agora, prefiro-te macaquinha a marionete, sempre vamos trocando.
    Avança. Tenho o meu peito nu, à espera desse ferrão. Não penses chegar longe, que eu hoje já morri, e não sei se sabes voar.
    Aquele Xi
    Ps: Quanto à alma, aquele ser de luz, a minha não acende.
    Preciso de interruptor.

    By Blogger jorge moreira, at 12:05 da manhã, outubro 07, 2006  

  • É por aí mesmo que vou desde que tenhas opinião contrária à dele. E nesse caso, sempre posso assistir ao refutar. Agora, se lês aquilo e entendes suas palavras tal qual musica de embalar então, silencia te comigo e eleva teu espírito nessa dança extra corporal e butes atormentar mentes descrentes (tipo Tentini… nunca mais durmas Tente). Mistura Platão, Kardec, Jesus e Freud e tens todos os ingredientes. Como livro de bolso tenho o Principezinho e como alimento do meu lado cínico tenho o Albino Forjaz de Almeida. Num cantinho da minha carteira tenho uma prenda da minha avó, devota convicta da Sta Teresinha do Menino Jesus. Mas já não leio nada há anos! Provavelmente já descobriram entretanto que o mundo afinal é em forma de cogumelo.
    Musica, é pá,letras letras de cor só sei as dos Manowar, nos seus bons tempos do Figthing e afins. Poesia, quem não entende a Florbela?
    Como vês coisas simples, nomes fáceis de decorar, sem grande ciência. Tenho uma pessima memória mas guardo bué as reacções dos meus sentidos.
    Voar, já soube voar. E nunca tive asas. Mas acordei tantas vezes que nunca mais consegui sonhar com isso. Voar agora, olha, hoje por ex, numa simulação de salto em paraquedas… também não tinha asas. E não me apanham lá mais…!
    .... Tou aqui para ler. (prontos, ás vezes esqueço me e "solta se um beijo e o gato mia")
    Sou incapaz de ferrar alguém que me manda xiiss… Isso é jogo sujo meu!
    Sabes bem que o interruptor só poderá ser ligado por ti.

    Vamos levar esta posta (nunca entendi esta palavra, posta para mim só à mirandesa!) até onde? Tentini onde se paga o aluguer?
    Lanka

    By Anonymous sei lá..., at 6:04 da tarde, outubro 07, 2006  

  • Porque queres ser quem definitivamente não és.
    Tu és doce, intensamente apaixonada, talvez infeliz. Ouve, solta-me essa bicharada.
    Se tu és assim quando o “gato mia”, imagino quando abres a porta do zoo.
    Quem muitas vezes te lê, não sabe seguramente a flor, o perfume o mineral precioso que és. Solta-te, sempre. Para nós, para mim que sou egoísta. Dá-me a Lanka no seu mais puro, já que não posso pedir a “Maria” ou a “Antónia” ou a “Josefa” (espero não estar a pedir demais, se este for o caso peço-te que perdoes o desvario). Mas não me peças para atormentar o Tente (afinal ele paga a renda e não é assim tão descrente).
    Siddhartha é o meu livro por excelência, mas há mais, muitos mais (Além do bem e do mal, 25.ª hora, os sequestrados de Altona, Cândido, etc,etc.).
    Na mistura, aceito a tua, mas não estaria mal Confúcio, Baruk, Freud (aceito-o embora muito libidinoso para mim), Jesus(não o metia, gosto muito deste HOMEM) ficava com o João Baptista.
    Música e dentro do género prefiro Iron Maiden, embora torça sempre pelos velhinhos (Pink, Doors, Stones, entre outros).
    “Eu sou a que no mundo anda perdida,
    Eu sou a que na vida não tem norte,
    Sou a irmã do sonho, e desta sorte
    Sou a crucificada…a dolorida…”
    Quem não gosta de Florbela.
    Quem não gosta de poesia. Também gosto de Pessanha, Cesário, clássicos, neo-clássicos, românticos, tudo quanto vier, morre. Adoro e seguramente tu também Yeats e T.S.Eliot. Embora como tu goste do simples, tenho que ter alguma coisa que me parta a cabeça e já deixei de tomar café. “Jesus – The last adventure of Franz Kafka” de Manuel da Silva Ramos, embora saiba que não és masoquista, é mesmo de turbar.
    Quanto ao voar, eu continuo e caio e acordo e volto a cair e acordar, mas voo sempre.
    Não me acabem com o sonho, por isso a vantagem de ligar e desligar o interruptor. A posta, e mesmo em Miranda já não se come boa em todo o lado, vai chegar onde quisermos, mas isso recorda-me que tenho de escrever outra coisa sentidamente sem sentido para aqueles que sentem sentidamente.
    Um xi grande

    By Blogger jorge moreira, at 11:01 da manhã, outubro 09, 2006  

  • Ora Jorrgie você mi ápanhou…! Eu sou taaao doci qui o arrr qui eu ressspiro se transforrrma em méeel.

    Que coisa! Mas porq me estão sempre a dizer isto?
    Querr doçura é? Mi liga – 95777888555444

    Intensamente, intensa…. E quem não é?

    Eu sou o que eu quiser, quando quiser e como quiser. Porq insisto em ser? Por isso mesmo, porq Sou!

    Infeliz……… Prontos, agora sou infeliz………….. ya, tava mais feliz com uns milhões a mais mas que havemos de fazer. De manha quando me levanto tb não me sinto muito feliz, tenho a certeza q ficava mais feliz no vale de lençóis mas que havemos de fazer?

    A Lanka no seu mais puro? Impossível.

    Tas a complicar menino…
    Cumpts
    Lanka

    By Anonymous mau....., at 11:40 da tarde, outubro 09, 2006  

  • “Mea Culpa”

    “Quem te manda sapateiro, ir além da chinela”.
    A língua portuguesa é realmente muito complicada, e reconheço, tenho já idade para ter muito mais juízo, mas não aprendo.
    Não havia, não há, não haverá outra intenção que não a da análise de um comentário, tendo em conta outros e em que por sinal me enganei.
    Não mordo. Não sou de amores platónicos nem paixões virtuais.
    Aqui e daqui peço as mais sinceras desculpas.
    Sarcástica, corrosiva, caustica, comigo não obrigado.
    Mais uma vez as minhas desculpas.

    By Blogger jorge moreira, at 10:33 da manhã, outubro 10, 2006  

  • Após várias tentativas de várias combinações, conclui que o número não é o correcto.
    Se queres mudar o discurso, experimenta colocar o certo, vais ver q o efeito será completamente invertido.
    Tu serás mais feliz, e "ò Jorge" um virtualzinho não faz mal a ninguém

    By Anonymous Anónimo, at 12:41 da tarde, outubro 11, 2006  

  • Foscasse ò Dona Lanka... Quase que é preciso um psicanalista para limparmos a alma com tanto pecado que ela tem...
    Foscasse foste sincera!

    By Blogger Tentini, at 3:09 da tarde, outubro 11, 2006  

  • E se não me ponho a pau... qualquer dia levou um excerto de porrada sem saber quem me bateu!!!!!!!

    By Blogger Tentini, at 3:11 da tarde, outubro 11, 2006  

  • Talvez tenhamos que começar a aceitar a sã loucura dos outros, pelo menos tentar percebe-la.
    Porque têm de bater os números sempre certos?
    Serei feliz? Será o conceito de felicidade igual para todos. Um dia com tempo, exporei aqui a minha teoria dos mundos paralelos, onde felicidade, como bem supremo não é uma coisa para todos.
    Parafraseando uma comentarista deste blog, e isto quanto ao virtual: " Não, n quero sonhar quando o sonho me faz viver em fantasia.Só masoquistamente podemos desejar um segundo de felicidade sabendo que os restantes 59 segundos do minuto vamos viver no tormento da sua ausência ".

    By Blogger jorge moreira, at 6:19 da tarde, outubro 11, 2006  


  • Jorge, irritou me profundamente essa conclusão em relação à Lanka. Não tem nada a ver com verdades. Até podes estar cheio de razão, e acertares em tudo. Mas… Eu sei isso, tu sabes isso… ok… E? O objectivo final é? Nenhum.
    Então? À falta de outra coisa falemos do tempo.
    Não pensei que estivesses com qualquer intenção que não demonstrar que és perspicaz e lês para lá das palavras que são escritas, mas… E?

    Mas prontos, calhou te a ti… mereces te esse desabafo… Desculpa se fui indelicada…

    Ora Tentini, puritanismo para cima de mim? Talvez há uns anos atrás e no tempo da geada! ;)
    Não há momento nenhum em que não seja sincera! Mas, mudo de pensamento de segundo em segundo… tenho 50 ideias antagónicas para cada coisa por mais ridícula que seja, e se me apetece defende la defendo, mas logo a seguir sou a pessoa mais convicta a ataca la. Nisso o Jorge tem razão. Na verdade raramente digo em que realmente acredito, mas, na verdade tb, quem quer saber o que eu penso??

    Para quê martirizar uma mente em procura de respostas à pergunta “sou feliz?” Antes perguntar, visto esta camisola? Como aquele bolo? Será que hoje tenho a sorte de a minha mãe ter viajado 500km só para me fazer o jantar? Isto sim, é importante!

    Lanka, “loucamente insana buscando uma sana loucura”

    By Anonymous ..., at 12:08 da manhã, outubro 12, 2006  

  • Perdoai-me Dona Lanka, mas eu acreditar que qualquer pessoa seja sincera a 100% é pura demagogia e utopia dos tempos áureos do verdadeiro socialismo… Quando referi a psicanalista era para pura análise (frasco, tubos de ensaio, lamparinas e olhares de loucura de um génio com cabelos em pé) da minha própria alma e daqueles que lêem as tuas palavras… Longe de viver/escrever num blog de liberdade ditatorial… Cada escreve aquilo que sente na alma (se a tem), cada um escreve com a parte do corpo que lhe der mais jeito e cada um utiliza a parte cerebral que mais lhe convém…
    Todos nós podemos (e o engraçado é que fazemos) análises aos comportamentos e desejos sobre as pessoas que aqui escrevem… E só para acabar, se não desenvolvesse a minha parte interior na procura de soluções e sobrevive-se à custa das partes mutiladas do meu corpo… seria tão infeliz ao ponto da mutilação final! Por vozes onde clamor nos apela a mais raízes daquelas que dantes nos faziam viver!
    E… frisando um excerto de um livro já mencionado aqui… “ (...) a sabedoria não pode ser partilhada. A sabedoria que um sábio tenta partilhar soa sempre a loucura.”
    Mas não sou sábio!
    Falo daquilo que acredito com ocinori ou sem ironia… e gostava de vos conhecer um melhor mas com loucura insana buscando uma vida sana!

    By Blogger Tentini, at 4:00 da tarde, outubro 12, 2006  

  • Bom Tentini, eu não disse que QUALQUER pessoa é sincera a 100%, certo?
    E tb não disse com quem EU era sincera...
    Ó pá, não percebi essa do psicanalista! Que cena... Assim faz mais sentido realmente...
    A melhor forma de conheceres alguém à tua volta é conheceres te a ti mesmo...Consegues entender o que quero dizer?

    e ... tas perdoado
    Cumpts
    Lanka

    By Anonymous ..., at 9:39 da tarde, outubro 12, 2006  

  • Tens razão. Não o deveria ter feito, mesmo depois de ter tido a ousadia de o ter pensado. Mas, e para que me conheças um bocadinho melhor, sinto-me muitas vezes como fazendo parte dos últimos Moicanos e, preocupo-me, nomeadamente com as pessoas com quem penso identificar-me, com aquelas que à partida e em princípio, mesmo sem conhecer, me dizem algo (ainda por cima, sendo tu da melhor terra do mundo), e, erradamente não resisti. Normalmente os blog’s servem para dizermos, duma forma mais ou menos séria, o que nos vai na alma. Mas com ou sem verdade não tinha o direito de o fazer, de publicamente te “expor”, de te pedir me dissesses como pensas ou ages. Mereci o desabafo e, sim, à falta de outra coisa falaremos do tempo. Mas não penso seja necessário, porque, viver aqui é tão complicado que arranjaremos sempre algo para dizer, tema para debater. Olha, por exemplo o caso da martirização da mente. Faço-o muitas vezes como forma de atingir um nível mais elevado de perfeição que será sempre imperfeita. Não é fácil. Dadas as dificuldades, são hoje as pessoas levadas a adoptar posições de maior cepticismo em relação a vida, não aceitando, e aqui faço questão de o referir, aquilo que ou não entendem, ou tem vergonha de entender. No entanto, é sempre bom, nem que mais não seja como exercício da dita.

    Xi coração

    By Blogger jorge moreira, at 11:19 da manhã, outubro 13, 2006  

  • ...hum, quando um homem dá razão a uma mulher temos q desconfiar!
    :)

    Lanka

    By Anonymous ..., at 12:57 da tarde, outubro 14, 2006  

  • Então tu não és o Paul Anka, Lanka para os amigos.
    A César o que é de César, a Lanka o que é de Lanka.
    Tinhas razão, logo....
    Quando não a tiveres, não penses que consegues de mão beijada a minha anuência ou a minha concordância. Terás de ser muito convincente e argumentar como uma verdadeira Brigantina, com alma, com coração, com garra.
    E para ti "Mab" aquele Xi coração
    PS. "Mab" nome pertencente à magia Celta(como és curiosa descobre)

    By Blogger jorge moreira, at 5:40 da tarde, outubro 15, 2006  

  • “04 Setembro: Dia de Mab: Mab é a rainha dos elfos que moram nas raízes das árvores.”
    “Rainha Maeve foi uma rainha irlandesa celta, frequentemente cultuada como deusa por ter exercido poder e fascínio entre seus súbditos na sua época. Seu nome significa "Mulher ébria" ou "rainha-loba". Reinou sobre Connacht, e pertenceu ao Ciclo de Uster. Deusa da guerra, participou efectivamente de vários combates, pois as mulheres nesta época e nesta cultura, não eram vistas como frágeis ou incapazes e lutavam bravamente. Tinham o poder de escolha de seus maridos com seus respectivos dotes, além disso, optavam pelo divórcio se estivessem insatisfeitas ou infelizes. Este período foi anterior ao surgimento do Deus monista que deu origem à era do patriarcado, portanto, até então as mulheres exerciam outro papel na sociedade. Foi também um símbolo de sexualidade plena e exuberante, assim como a Vênus na cultura romana, ou Afrodite na Grega. Maeve tinha o poder de escolher seus parceiros. Sua relação com a sexualidade nada tinha haver com promiscuidade, ao contrário disso, era saudável e magnética. Nessa época não existia o conceito de pecado cristão, o corpo e o prazer eram vivenciados sem malícia, venerados e respeitados.”
    “Mab é, por excelência, a rainha das fadas.”
    Também: http://celtas-mitologia.blogspot.com/
    Mas, adorei estes:
    MAB – Movimento dos Atingidos por Barragens
    MAB – Movimento dos Adolescentes Brasileiros
    MAB – Mathématiques Appliquées de Bordeaux
    MAB – Muslim Association of Britain
    http://www.mab.it/ - Lindo!!!!

    Sou um bocadinho mais nova que o Paul Anka, a minha voz é mai linda, e definitivamente sou muito mais bonita 

    Nunca argumento nada com alma, coração e garras, pelo menos com tudo isso ao mesmo tempo.
    Tá giro… E em Latim, não te lembras de nada?
    Cumpts
    Lanka

    By Anonymous ..., at 8:06 da tarde, outubro 17, 2006  

  • Antes de mais dois reparos:
    1)
    Mais nova que o Paul Anka, sei que és.
    Que a tua voz seja mais linda, seguramente.
    Agora mais bonita, olha que é um bocadinho difícil, o Paul é uma brasa.(riso)
    2)
    Agora sem risos
    “Nunca argumento nada com alma, coração e garras, pelo menos com tudo isso ao mesmo tempo”.
    Será que a vida na grande Metrópole te amoleceu. Desde quando uma grande transmontana, não luta com tudo de quanto dispõe ao mesmo tempo, se for preciso, ainda mais com dentes.

    Sabes que a mitologia/religião romana é cópia quase fiel da mitologia grega (os seus deuses são chamados “di novensides”), ou adaptados e embora haja histórias muito bonitas em ambas, prefiro a mitologia Persa, Nórdica e pela sua complexidade a Hindu. De qualquer forma nenhuma delas é muito rica em deusas, o elemento masculino possui um número maior e mais variado de divindades (porque será). Mas prometo surpresas para breve. Até lá, aquele xi coração Sarasvati

    By Blogger jorge moreira, at 6:02 da tarde, outubro 18, 2006  

  • Jorge, esse "para breve" tá a ficar grandito demais não?

    (... Tente, n curto mesmo nada esta cena nova p escrever os coment´s)

    Lanka

    By Anonymous atão?, at 7:54 da tarde, novembro 09, 2006  

  • Lanka
    Já ouviste concerteza o anúncio onde se diz que o que é bom faz-se esperar.
    Depois há muita gente séria no blog, a quem o que possa dizer não interessa, logo é dispensável.
    Depois este tempo só me dá para a poesia, para a ler e escrever e não para blog's.
    Mas o prometido é devido e eu não me esqueci. Se paciente
    Aquele Xi

    By Blogger jorge moreira, at 12:25 da tarde, novembro 13, 2006  

Enviar um comentário

<< Home