OCINÓRI - A Tasquinha do Irónico

sábado, novembro 22, 2008

FALTA DE EDUCAÇÃO

Eu ainda não consegui perceber qual é o problema com a avaliação dos professores. Tal como não atingi o problema com o regime das faltas. Já perguntei a professores fiquei a saber que eles também não sabem, apesar de serem contra.

Eles, que avaliam, não querem ser avaliados. Querem outro modelo mas nem sabem qual e induzem-se a repugnar o actual.

Lendo aquilo tudo com calma - a metodologia proposta faz todo o sentido!

Se um aluno tem dificuldades acrescidas deve ser apoiado sistematicamente, concertadamente e de forma planeada pela equipa dos professores. E há professores que dizem: isso já fazemos. E ficam muito zangados. Então se já fazem, porquê ficar zangados? E a minúscula minoria dos que não fazem? Pareceu-me que uma das intenções óbvias mas que ninguém menciona é a documentação do que se faz e fazer fazer o que não se faz

Eu não sou professor. Sou avaliado pelos meus colegas. Sou avaliado pela minha chefe. A minha àrea de conhecimento não passa necessariamente pela dos que me avaliam. Mas ainda assim obedecemos aos termos definidos.

É perfeito? Sei que os professores avaliam os alunos e aparentemente aí não há injustiças.

3 Comments:

  • Excelente post. Como sempre a tocar certeiro na ferida Grande Gustavo, dá uma beijoca á Marta.

    Quanto ao tema... Enfim mais do mesmo neste país.
    Fazemos mas se mandam fazer irritamo-nos, estamos contra mas não sabemos bem porquê e fazem manisfestações ao estilo juvenilcom muita festa e algazarra sem que muitos saibam o verdadeiro motivo de ali estarem... Enfim...
    Ao estilos dos "Contemporâneos" ... "Vocês querem é aparecer...Vão mes é trabalhar..."

    By Blogger Pegassus, at 7:45 da manhã, novembro 26, 2008  

  • Meu caro, que bom é ouvir uma voz neste local. Sinto-me sempre honrado quando recebo um comentário e mais ainda ao receber deste meu ilustre amigo!

    Retomando o tema, parece que depois dos desenvolvimentos dos últimos dias os alunos voltaram aos protestos contra as faltas e o estatuto do aluno. E os professores, depois de cedêcias e suspensão de processos ficam na mesma. O senhor Mário Nogueira é maldoso demais para o cargo que desempenha. O tio Jerónimo bem o deve ter parabenizado no congresso....

    By Blogger Gustavo, at 8:44 da tarde, dezembro 04, 2008  

  • Olá.
    "AVALIAÇÃO" está na onda e todos vêm nesta palavra o querem ou os fantasmas que imaginam. Avaliar hoje e democraticamente pensando é continua e o aluno deve saber, ou aprender a saber que é ele que faz a sua "nota" sendo esta politica, pois é necessário para ir (para outro curso); entrar ( na UNIV); chegar (a um curso); tirar (a carta)...
    "Avaliar" professores, quer dizer formação actualização, o que todos faziam até agora, com mais ou menos vontade, mas todos faziam em centros de formação reconhecidos pelo poder politico, pois eram alimentados com os fundos da CEE, ou em Universidades. Dizer que os Prof não eram avaliados (à 30 anos) é uma mentira de todo o tamanho e raia a hipocrisia politica que quer "reinar" em conflito para poder dizer que está a fazer, mas no fundo é só fumaça e milhões para o banco dos ricos e empresas sorvedoiras de dinheiros que o povo há-de pagar
    BOAS FESTAS.
    um cidadão em formação continua e evolutiva mas democrática.

    By Anonymous cfced, at 1:08 da tarde, dezembro 24, 2008  

Enviar um comentário

<< Home