OCINÓRI - A Tasquinha do Irónico

sexta-feira, janeiro 05, 2007

VOLTEI VOLTEI


Antes de mais, desejo a todos os que gravitam em torno deste blogue um bom 2007, prosperidade e fertilidade.

Entretanto, já tivémos mais um Natal, 2006 já era; Cavaco voltou a elogiar o governo, enforcaram o Sadame, o vaticano ventilou que para breve haverá novidades sobre a posição sobre a contracepção (que andarão os gajos a tramar? Se calhar vão proibir mais alguma coisa), o Jorge Bushe anda na mesma vida de sempre, o santana lopes escreveu (ou alguém o fez por ele) um livro a fazer-se, outra vez, de vítima; o Pinto da Costa ainda não foi preso; já conseguiram fazer o Mourinho empatar, o Paulo Bento já não diz “tranquilidade”, arranjei (nada de piratações!!!) o último dos Gift e os Humanos ao vivo (espectáculooo!!), o alberto joão tá cada vez pior - qualquer dia dá-lhe um badagaio; o José Veiga anda metido em sobressaltos.

E para 2007? Vamos ter o referendo do aborto (um tema para reflectir aqui seriamente nos próximos tempos), lei das finanças locais em velocidade de cruzeiro, mais reformas simplexes, maior acutilância nas cobranças tributárias, a guerra do iraque continua, a Floribela vai continuar com aquele ar de enjoadinha (estará grávida?).

Eu não sei se vai ficar tudo na mesma nem sei bem o que é a “mesma”. Há, contudo, uma coisa que pode mudar para melhor – digo eu. Acabemos com o espírito pessimista e lamuriento e agarremo-nos ao que de bom há nas vidas de cada um, mesmo nos casos em que o “bom” seja pouquito. É que eu acho que esse bom pode ganhar força para inverter o espírito, mesmo que não mude a por vezes pesarosa realidade.

Moldemos sorrisos – eu acho que isso faz mesmo diferença!
Esforcei-me por enfiar aqui uma imagenzita xungosa - consegui, não consegui?


6 Comments:

Enviar um comentário

<< Home